qui., 21 de nov. | Aliança Francesa de Brasília

Incursões Férteis

Dos artistas Geusa Joseph, cerâmica, Jean Christophe Potton, fotografia, Lucy Yegros - Areté, tecelagem indígena sob papel artesanal e Philippe Tardy, gravura.
A inscrição está fechada
Incursões Férteis

Horário e local

21 de nov. de 2019 19:00 – 26 de nov. de 2019 18:04
Aliança Francesa de Brasília, SEPS Q 708/908 - Asa Sul, Brasília - DF, Brasil

Sobre o evento

Em Incursões Férteis, o caminho de quatro artistas se cruzam em Assunção, Paraguai. Cada um vive sua experiência com os indígenas desse país tão pequeno e tão rico culturalmente, fazendo suas descobertas e registrando cada detalhe. Em um mergulho mais profundo, explode a grandiosidade e a diversidade artística e cultural, seja pelo grafismo e suas histórias contadas através dos traços, seja pelas lentes e o olhar de um fotógrafo, pelas cores vibrantes dos movimentos de dança, das festas, da gastronomia típica, da exuberante natureza onde vivem, seja ainda pela fineza das técnicas manuais em argila. Dos momentos juntos nos eventos artísticos e sociais, uma amizade e muitos projetos afloram e se anunciam possíveis. França - Paraguai -Brasil e a porta aberta para sonhar mais. Amizade, afinidade e sensibilidade se uniram em um projeto único de exposição dando voz e vez às várias linguagens artísticas das etnias paraguaias, na esperança de atrair os olhares e a atenção à riqueza da cultura indígena.

Geusa Joseph - Artista Visual e Ceramista.Brasiliense, participa de exposições individuais e coletivas na França, Paraguai e Brasil.  Se dedica a resgatar técnicas manuais e ancestrais de cerâmica e a projetos de difusão da arte cerâmica.Representou o Brasil em Encontro de Artistas do Mercosul, Paraguai - 2018.Classificada para Bienal de Arte em Assunção, Paraguai em 2020.

Jean Christophe Potton - Fotógrafo.

Francês, diplomata, se dedica a fotografia, validando vários projetos de difusão da cultura indígena no Paraguai.

Apaixonado pela causa, participa de exposições coletivas fotográficas na França, Paraguai e Brasil.

Lucy Yegros - Areté - Artista Visual.

Paraguaia, trabalha com várias linguagens artísticas.

Participa  de inúmeras exposições pela Europa, Ásia e América Latina, em Bienais, no Brasil, em São Paulo e no Paraguai, Assunção, onde vive. Suas obras viajam o mundo e Brasília recebe suas obras pela primeira vez.

Philippe Tardy - Gravador.

Francês, artista de renome internacional. Expôs em vários países europeus. Sua obra é marcada pela riqueza de detalhes em pequenos e grandes formatos. Por 2 anos atuou como juri do Prêmio Matisse de Artes Visuais, revelando jovens talentos do Paraguai para o mundo.

Curadoria e Produção Cultural

Geusa Joseph 

Rosane Stuckert

Compartilhe este evento