qui., 30 de jan. | Aliança Francesa de Brasília

La Nuit des Idées

A celebração da livre circulação das idéias e do conhecimento, na França e no mundo chegará à AF Brasília.
A inscrição está fechada
La Nuit des Idées

Horário e local

30 de jan. de 2020 18:00 – 23:59
Aliança Francesa de Brasília, SEPS Q 708/908 - Asa Sul, Brasília - DF, Brasil

Sobre o evento

A convite do Institut Français, as casas de cultura e saberes franceses espalhadas pela França e pelo mundo vão celebrar juntas a livre circulação do conhecimento e das ideias. Conferências, encontros, rodas de conversa, projeções e performances artísticas terão um tema em comum: Être vivant (ser vivo). No Brasil, o evento acontecerá em São Paulo, Rio de Janeiro e em Brasília, aqui na Aliança Francesa.   

_______________ 

Confira a programação confirmada até agora em Brasília:

 

Espaço cultural – Pérgola 

Perto da exposição de Ricardo Stuckert, Índios Brasileiros (24 de janeiro-29 de fevereiro).

18h: Abertura 

18h20: Falas de introdução

18h30: Mini concerto " Os ritmos em 3D da Amazônia", ouvir a floresta com a harmonia rítmico-espacial da compositora Isabelle Sabrié. 19h: Mesa 1: VER a floresta (mediação: Hélio Doyle, jornalista e professor da Universidade Nacional de Brasília)

• Ana Rossi, professora de literatura da UnB - vínculos entre literatura e floresta.

Ricardo Stuckert, fotógrafo brasileiro autor da exposição Índios Brasileiros.

20h10: Leitura poética de textos sobre a floresta em francês, português e idioma nativo (com Ana Rossi), parte I.

Auditório

20h50: Exibição de trecho do curta-metragem Plantae, Guilherme Gehr (filme de animação em 2D) - Cortando uma árvore na floresta, um madeireiro contempla uma reação inesperada da natureza.

21h20: Mesa 2: PROTEGER a floresta (mediação: Renata Camargo, jornalista especialista em direito ambiental e desenvolvimento)

Daniela Martins, representante da Frente Nacional de Prefeitos e Cities4forest, rede internacional de cidades dedicada em proteger e desenvolver seus espaços verdes e florestas próximas.

Yuri Botelho Salmona, pesquisador no Instituto Cerrados.

Suzana Padua, presidente do Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPE), onde  dirige um programa de apoio à floresta chamado Lire.

22h: Leitura poética de textos sobre a floresta em francês, português e idioma nativo (com Ana Rossi), parte II.

Midiateca

22:40: Exibição do documentário Curupira. Bête des bois (extrato) de Félix Blume, ouvindo os sons naturais e fabulosos da floresta nas comunidades indígenas brasileiras.

23h: Mesa 3: VIVER a floresta (mediação a confirmar)

  • Guillaume Odonne, etnobotanista, pesquisador do CNRS em etnoecologia e dinâmica cultural na Amazônia, Cayenne.
  • Alvaro Tukano, líder indígena (Rio Negro).
  • Marcio Souza, especialista da Amazônia.

Meia-noite: Encerramento.

A inscrição está fechada

Compartilhe este evento