Utopie Dystopie : un éveil pour le rêve

Atualizado: Abr 14

A exposição


No período de um mês, a partir do dia 17 de Outubro de 2019, recebemos no Espaço Cultural a exposição Utopia distopia: despertar para o sonho do fotógrafo Mateus Vidigal. O projeto teve como resultado a seleção realizada a partir do edital aberto da Aliança Francesa de Brasília Utopia Distopia: qual é o olhar que damos ao imaginário hoje?


“As fotografias de Despertar para o sonho, de Mateus Vidigal, nos remetem ao próprio ato de ver, no presente de nosso cotidiano angustiado: como olhar para si; como resistir à barbárie; como, apesar de tudo, não perder a poesia diante de uma manifestação, da sutileza de uma rosa? Cotidiano tantas vezes tão absurdo que assombra o sonho... e a alternativa do artista é, nessa tensão, trabalhar o devaneio, criar atos para imaginar outras errâncias no cenário distópico, dando chances a novas emergências. São fotografias que à primeira vista talvez não se conectem, mas elas se pertencem porque desdobram olhares no presente, cultivam o sobressalto, sonham proximidades. Despertam para o sonho para levá-lo de volta aos gestos diários, às imagens.”

Fabiane de Souza, pesquisadora e fotógrafa



O artista


Mateus Vidigal é fotógrafo, jornalista formado pela Universidade de Brasília e mestre em Comunicação pela mesma instituição. A dissertação de mestrado Entre o eu e a imagem: experiência estética fotográfica como devaneio e o sistema autopoiético observador-imagem é parte de uma busca por afetos pautados a partir da experimentação da fotografia, tanto no fazer fotográfico como na recepção das imagens. A exposição é uma coletânea de fotografias feitas em momentos distintos, mas que encontram similaridades quando atravessadas pelo conceito do devaneio e do sonho como espaço de manifestação de utopias e distopias.


Projeto Expressões Visuais do Centro Olímpico e Paralímpico da Estrutural visita a exposição


Em parceria com a Secretaria de Esporte, Turismo e Lazer do Distrito Federal, a Fundação Assis Chateaubriand é responsável pela gestão pedagógica de 7 dos 12 Centros Olímpicos e Paralímpicos do Distrito Federal e o da Estrutural é um deles. Além das aulas esportivas regulares, são desenvolvidos treinamentos de rendimento, eventos comemorativos e esportivos, além de cursos de qualificação social.



Instagram: @expressoesvisuais



Posts recentes

Ver tudo